DMAA entra para a lista de substâncias psicotrópicas de uso proscrito no Brasil

DMAA

Recentemente, a Organização Mundial de Saúde, por meio da Rede de Autoridades em Inocuidade de Alimentos, alertou que vários países têm identificado efeitos adversos associados ao consumo da substância dimethylamylamine (DMAA), presente em alguns suplementos alimentares. O DMAA é um estimulante usado, principalmente, no auxílio ao emagrecimento, aumento do rendimento atlético e como droga de abuso.

Essa substância,  que tem efeitos estimulantes sobre o sistema nervoso central, pode causar dependência, além de outros efeitos adversos, como insuficiência renal, falência do fígado e alterações cardíacas, e pode levar a morte. Alguns países já proibiram a comercialização de produtos que contém DMAA, como Austrália e Nova Zelândia.

Na última terça-feira (3/7), a Anvisa incluiu o DMAA na lista de substâncias proscritas no país, fato que impede a importação dos suplementos que contenham a substância, mesmo que por pessoa física e para consumo pessoal. Entre os suplementos alimentares que possuem DMAA estão: Jack3D, Oxy Elite Pro, Lipo-6 Black, entre outros.

(Danilo Molina – Imprensa/Anvisa)

Vejam a RDC n.37/2012 na íntegra.

Em julho 11th, 2012, postado em: Notícias por
5 Responses to DMAA entra para a lista de substâncias psicotrópicas de uso proscrito no Brasil
  1. que outros suplementos contem dmaa, e que estam proibidos

    • Karina Kwasnicka
      21/03/2013 às 12:14

      Infelizmente é difícil criar uma lista, pois novos produtos ou mesmo novas fórmulas de produtos já consagrados são criadas a cada minuto. O próprio jack3D, mais famoso da categoria, retirou o DMAA de sua formulação para continuar no mercado americano. Contudo, a nova formulação sem DMAA continua não sendo permitida no Brasil. Desta forma, é recomendado que o consumidor leia a lista de ingredientes e procure por produtos registrados na ANVISA, que garantem que sua formulação está adequada à nossa legislação, e que o produto não é fruto de descaminho.

  2. Se a ANVISA proíbe, é porque é BOM!

  3. marcio albert
    30/09/2015 às 21:09

    como vamos fazer se os importados sao melhores

    • Karina Kwasnicka
      23/10/2015 às 14:00

      Caro Marcio, de fato a legislação internacional, em especial a americana, é bem mais permissiva. É compreensível que os consumidores brasileiros fiquem, por vezes, insatisfeitos com as formulações permitidas no Brasil. Contudo, os produtos nacionais de marcas renomadas tem bastante qualidade, e o setor luta para que a nossa legislação seja revisada e permita fórmulas com ingredientes seguros e interessantes.

Deixe um Comentário

Facebook

Twitter